Bolsonaro ameaça usar Lei de Segurança Nacional contra Lula

Temendo a movimentação do ex-presidente Lula pelo Brasil denunciando o desmonte do estado, Jair Bolsonaro disse que a Lei de Segurança Nacional "está aí para ser usada" contra ele. "Alguns acham que os pronunciamentos, as falas desse elemento, que por ora está solto, infringem a lei", disse Bolsonaro em entrevista ao site O Antagonista

(Foto: Marcos Corrêa/PR | @oruebrasileiro/@midianinja)

247 - Jair Bolsonaro ameaçou nesta segunda-feira, 11, utilizar a Lei de Segurança Nacional contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, após ganhar liberdade, promete rodar o País denunciando o desmonte do estado e a perda da soberania nacional promovida pelo governo Bolsonaro. 

"Temos uma Lei de Segurança Nacional que está aí para ser usada. Alguns acham que os pronunciamentos, as falas desse elemento, que por ora está solto, infringem a lei. Agora, nós acionaremos a Justiça quando tivermos mais do que certeza de que ele está nesse discurso para atingir os seus objetivos", disse Bolsonaro em entrevista ao site O Antagonista

"Você pode ver no Chile, o presidente Piñera demitiu todos seus ministros, pediu perdão e continua a mesma coisa. Na Argentina, não houve nenhum badernaço, porque já era uma tendência a turma da Cristina voltar ao poder como voltou. Então, acredito que não tenha problema. Agora tem que se preparar porque, na América do Sul, o Brasil é a cereja do bolo", acrescentou Bolsonaro. 

Para Bolsonaro, a situação ficará complicada se o Brasil "entrar em convulsão". "Você pode ver no dia de ontem, agora você tem o Foro (Grupo) de Puebla, mudou de nome o Foro São Paulo, esteve reunido na Argentina. Estava lá o Mercadante, Dilma Rousseff, e gente da América do Sul toda, por meio da Argentina, (para) continuar com essa política de grande pátria bolivariana, ou uma só a América do Sul. Mas o objetivo é sempre o mesmo", afirmou. 

Em discurso emocionado no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, um dia após deixar a prisão, Lula faz críticas pesadas ao governo Bolsonaro e chama a militância para a luta: "a gente não pode ter medo" (leia mais no Brasil 247). 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247