Bolsonaro colocou suas digitais no caso Marielle, diz Noblat

O jornalista Ricardo Noblat considera que o clã Bolsonaro colocou as suas digitais no caso Marielle Franco quando Jair Bolsonaro admite que recolheram ou copiaram provas que interessariam ao inquérito sobre a morte da vereadora. "O Supremo Tribunal Federal prendeu o então senador Delcidio do Amaral, líder do governo Dilma, por obstrução de Justiça", lembrou

Noblat: foram acreditar que Bolsonaro era um liberal, agora chiam
Noblat: foram acreditar que Bolsonaro era um liberal, agora chiam (Foto: Reprodução | Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Para o jornalista Ricardo Noblat, a declaração Jair Bolsonaro admitindo que pegou as gravações do condomínio onde mora antes da polícia é a reelação de que os Bolsonaros colocaram "as digitais" no assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes.

"É isso mesmo? Não creio. Deve ser um mal entendido. Os Bolsonaros recolheram ou copiaram provas que interessariam ao inquérito sobre a morte de Marielle? E o presidente confessou isso? Não, não pode ser. Puseram suas digitais no caso? Não, deve ser engano", escreveu p jornalista.

"O Supremo Tribunal Federal prendeu o então senador Delcidio do Amaral, líder do governo Dilma, por obstrução de Justiça. Não sei porquê me lembrei disso agora", lembrou

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247