Bolsonaro desiste de medida provisória para educação domiciliar

No lugar de uma medida provisória, Governo Federal enviará projeto de lei para o Congresso sobre o ensino domiciliar; para o ministro-chefe da Casa Civil, o instrumento mudou por uma questão de segurança jurídica e proteção as crianças, e que acredita na aprovação do projeto, ainda que ele encontre resistência entre parlamentares de esquerda

Bolsonaro desiste de medida provisória para educação domiciliar
Bolsonaro desiste de medida provisória para educação domiciliar (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

247 - O presidente Jair Bolsonaro (PSL) desistiu da estratégia de regulamentar o ensino domiciliar, conhecido como homeschooling, através de uma medida provisória. No lugar, o Governo Federal enviará ao Congresso um projeto de lei sobre o tema. A prática é uma das bandeiras de Bolsonaro desde a campanha eleitoral para a educação.

Para o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), o instrumento mudou por uma questão de segurança jurídica e proteção as crianças, e que acredita na aprovação do projeto, ainda que ele encontre resistência entre parlamentares de esquerda.

"Vocês sabem como são complexas essas questões que envolvem o mundo da educação no Parlamento, e particularmente o obstáculo que nós teríamos lá de enfrentamento, principalmente da visão de esquerda", previu Onyx.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247