Bolsonaro diz que conversará com Alberto Fernández, desde que ele dê "um sinal"

Após criticar a derrota eleitoral do presidente argentino, o neoliberal Mauricio Macri, nas eleições primárias e ameaçar sair do Mercosul devido à vitória da esquerda no país, Jair Bolsonaro disse que manterá o diálogo aberto com Alberto Fernández, caso ele seja vitorioso no pleito de outubro. Bolsonaro, porém, condicionou que o diálogo somente será possível caso a iniciativa parta do candidato da “Frente de Todos”. "Ele que vai ter que dar um sinal", afirmou

(Brasília - DF, 30/07/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. \rFoto: Marcos Corrêa/PR
(Brasília - DF, 30/07/2019) Palavras do Presidente da República, Jair Bolsonaro. \rFoto: Marcos Corrêa/PR

247 - Após criticar a derrota eleitoral nas eleições primárias do presidente argentino, o neoliberal Mauricio Macri, e ameaçar sair do Mercosul devido à vitória da esquerda no país, Jair Bolsonaro disse que manterá o diálogo aberto com Alberto Fernández, caso ele seja vitorioso nas eleições presidenciais marcadas para outubro. Bolsonaro, porém, condicionou que o diálogo somente será possível caso a iniciativa parta do candidato da “Frente de Todos”. 

“Estamos dispostos [a dialogar]. Ele que vai ter que dar um sinal. Quando eu tomei posse, falei que ia manter a democracia, a liberdade, abrir o mercado, respeitar as religiões. É o que eu estou fazendo", afirmou Bolsonaro. "Eu converso até com a Folha de S. Paulo, quem dirá com o futuro presidente da Argentina", ressaltou. 

A chapa de oposição ao presidente Mauricio Macri, liderada por Fernandez e que tem a ex-presidente Cristina Kirchner como vice, venceu as eleições primárias, realizadas no domingo (11) com 15 pontos percentuais de vantagem. A eleição está marcada para o dia 27 de outubro. 

Após a derrota de Macri nas primárias, Bolsoanro afirmou que o Brasil poderia ser alvo de uma onda migratória porque a “esquerdalha” caso a chapa Fernandez-Cristina vença o pleito de outubro. Fernández rebateu Bolsonaro e afirmou que o mandatário brasileiro é “racista, um misógino e um violento que é a favor da tortura”. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247