Bolsonaro diz que futebol feminino "não é realidade" e critica Enem por questão sobre salário de Neymar comparado com o de Marta

"Como que vai pagar para a Marta o mesmo salário? Isso chama-se iniciativa privada. Ela que faz o salário, ela que mostra para onde o mercado deve ir", disse o presidente, referindo-se à questão como "absurda"

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em mais uma exibição de machismo, Jair Bolsonaro disse ser "absurda" a questão do Enem mais recente que pedia a alunos para que comparassem o salário de Neymar com o de Marta, camisa 10 da seleção e 6 vezes a melhor do mundo. 

Também admitindo buscar interferir no teor das provas, o presidente disse: "Você vê as provas do Enem. O banco de questões do Enem não é do meu governo ainda, é de governos anteriores. Tem questões ali ridículas ainda, ridículas, tratando de assuntos... Comparando mulher jogando futebol e homem, por que a Marta ganha menos que o Neymar".

"Não tem que ter comparação. O futebol feminino ainda não é uma realidade no Brasil. O que o Neymar ganha por ano todos os times de futebol junto no Brasil não faturam por ano. Como que vai pagar para a Marta o mesmo salário? Isso chama-se iniciativa privada. Ela que faz o salário, ela que mostra para onde o mercado deve ir", continuou, referindo-se a questões do tipo como "absurdas".

As informações foram reportadas na Folha de S.Paulo. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email