Bolsonaro e Iván Duque, expoentes da extrema-direita da América Latina, se reúnem em Brasília

Chefes de Estado do Brasil e Colômbia se reuniram no Palácio do Planalto e discutiram pauta diversificada de cooperação bilateral

www.brasil247.com - Iván Duque e Jair Bolsonaro
Iván Duque e Jair Bolsonaro (Foto: Ag. Brasil)


247 - Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (19), após reunião com o presidente da Colômbia, Iván Duque, que os dois países chegarão "unidos" à conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o clima, a COP 26, para tratar da Amazônia. Este foi um dos temas de destaque da reunião entre os dois chefes de Estado latino-americanos. 

Bolsonaro e Duque se reuniram no Palácio do Planalto. Os dois tiveram uma reunião privada e, depois, um encontro com ministros e outros assessores. Após, os dois líderes fizeram um pronunciamento. Bolsonaro mencionou a floresta, que está no território dos dois países, ao final da sua fala, informa o G1.

"Com toda a certeza chegaremos unidos em Glasgow para tratarmos de um assunto muito importante e caro para todos nós: a nossa querida, rica e desejada Amazônia", disse Bolsonaro em declaração à imprensa ao lado do presidente colombiano.

A COP 26 se inicia no próximo dia 31 de outubro, na Escócia. O encontro debaterá medidas que deverão ser adotadas por países e empresas para tentar frear o processo de mudanças climáticas. Assim, a preservação ambiental e o desenvolvimento sustentável da Amazônia.

O governo brasileiro deverá apresentar na conferência sua estratégia para cumprir metas estabelecidas, entre as quais, zerar o desmatamento ilegal até 2030.

O governo de Jair Bolsonaro enfrenta críticas pela política ambiental. Durante o atual governo, o desmatamento na Amazônia registrou altas históricas.

Duque também abordou a preservação da Amazônia em seu discurso. Para o presidente colombiano, é preciso respeitar a soberania na região e ter uma luta "eficaz" contra crimes ambientais. 

Durante a visita de Duque, Brasil e Colômbia assinaram sete atos bilaterais, entre os quais um acordo de serviços aéreos.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email