Bolsonaro e Moro ganham pequena lua de mel antes da posse

Pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos aponta para uma alta na aprovação do desempenho do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e de Sérgio Moro - que aceitou convite para ser o seu ministro da Justiça -, antes do início da futura gestão; segundo o levantamento, em outubro, 44% dos entrevistados diziam aprovar o desempenho do então candidato Jair Bolsonaro; Em novembro, este índice chegou a 61%; desempenho de Sérgio Moro, também cresceu 17 pontos após aceitar o convite de Bolsonaro para chefiar o Ministério da Justiça, passando de 42% para 59%

Bolsonaro e Moro ganham pequena lua de mel antes da posse
Bolsonaro e Moro ganham pequena lua de mel antes da posse (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

247 - A aprovação do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) subiu 17 pontos após o término da eleição. Segundo a pesquisa Barômetro Político Estadão, realizada pelo Instituto Ipsos, em outubro, 44% dos entrevistados diziam aprovar o desempenho do então candidato Jair Bolsonaro. Em novembro, este índice chegou a 61%. O desempenho de Sérgio Moro, também cresceu 17 pontos após ele aceitar o convite de Bolsonaro para chefiar o Ministério da Justiça. A aprovação de Moro, que era de 42% em outubro, passou para 59% em novembro.

Ainda segundo o levantamento, Fernando Haddad (PT), que ficou em segundo lugar na eleição presidencial, registrou um recuo de 9 pontos. Em outubro, quando o pleito foi disputado, Haddad registrava 40% de aprovação. Em novembro, porém, este número caiu para 31%. Já a aprovação de Ciro Gomes (PDT), que ficou em terceiro lugar na corrida presidencial, passou de 31% para 28%. O ex-governador Geraldo Alckmin também viu sua aprovação encolher de 19%, para 16%. Ambos estão dentro da margem de erro da pesquisa, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Michel Temer também acompanhou ficou dentro da margem de erro do levantamento. Segundo o estudo, a aprovação ao desempenho de Temer passou de 3% em outubro para 6% em novembro. Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é mantido como preso político em Curitiba possui 38% de aprovação, contra 40 da pesquisa anterior.

O Ipsos entrevistou 1.200 pessoas em 72 municípios de todo o país entre os dias 3 e 14 de novembro deste ano.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247