Bolsonaro enaltece torturador Ustra e diz que ditadura tratou presos políticos com 'dignidade'

Jair Bolsoanro Bolsonaro afirmou que o livro “A Verdade Sufocada”, de autoria do coronel Brilhante Ustra, mostra "como os presos, não era preso político, não... terroristas eram tratados no DOI-Codi de São Paulo, tratados com toda a dignidade"

(Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro voltou a elogiar a ditadura e enalteceu a figura do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, condenado pelo crime de tortura e violações de direitos humanos durante o período do regime militar. As declarações foram feitas em uma entrevista gravada para o canal do Youtube do deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), na qual Bolsonaro também afirmou que os presos políticos durante a ditadura eram “tratados com toda a dignidade”. 

Na entrevista, Bolsonaro diz que o livro “A Verdade Sufocada”, de autoria de Ustra, “narra fatos, como os presos, não era preso político, não... terroristas eram tratados no DOI-Codi de São Paulo, tratados com toda a dignidade, inclusive as presas grávidas”. 

“Uma história realmente verdadeira, para quem não quer ser manipulado pela esquerda, não é aquela ‘historinha’ que a esquerda conta cheia de blá-blá-blá, sempre se vitimizando, lutando por democracia, etc, etc, etc”, completou. Bolsonaro disse, ainda, que a ditadura militar “livrou” o Brasil do comunismo. 

“É um livro que não tem como ser contestado, são fatos, tal dia, tal hora, o primeiro marido da Dilma (Dilma Rousseff, ex-presidente torturada pelo regime militar) sequestrou avião em voo, e foi para Cuba. Tem os fatos aqui, recortes de jornal, noticiava o fato em si. Não tem como fugir disso aqui, como nós nos livramos do comunismo naquele momento, não tem que se envergonhar disso, é história com H, não é historinha contada pela esquerda, deveria ser leitura obrigatória, pessoas que queiram saber da verdade, o que foi aquele período pré-64 e um pouquinho depois do 64 também”, afirmou o ex-capitão.  

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email