Bolsonaro insinua que coronavírus foi criado pela China em laboratório para uso em "guerra"

“É um vírus novo, ninguém sabe se nasceu em laboratório ou nasceu porque um ser humano ingeriu um animal inadequado. Mas está aí. Os militares sabem que é guerra química, bacteriológica e radiológica. Será que não estamos enfrentando uma nova guerra? Qual o país que mais cresceu seu PIB?", disse Jair Bolsonaro

(Foto: ABr | Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro voltou a atacar a China ao insinuar que o coronavírus teria sido criado em laboratório para uso em uma “guerra química”. “É um vírus novo, ninguém sabe se nasceu em laboratório ou nasceu porque um ser humano ingeriu um animal inadequado. Mas está aí. Os militares sabem que é guerra química, bacteriológica e radiológica. Será que não estamos enfrentando uma nova guerra? Qual o país que mais cresceu seu PIB? Não vou dizer para vocês”, disse Bolsonaro nesta quarta-feira (5), durante um evento realizado no Palácio do Planalto. A informação é do jornal O Globo.

Apesar de Bolsonaro não citar a China nominalmente, o país asiático foi o único país a crescer durante 2020, com um incremento de 2,3% em seu Produto Interno Bruto (PIB).

Em março, um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) atestou que a transmissão mais provável do novo coronavírus teria sido originária de morcegos para seres humanos por meio de algum outro animal. Ainda segundo a OMS, uma possível falha no laboratório do Instituto de Virologia de Wuhan foi considerada "extremamente improvável".

PUBLICIDADE


 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email