Bolsonaro ironiza alta do preço dos alimentos: "Preço do ovo também aumentou. Lei da oferta e da procura"

Depois que ver seu ministro Paulo Guedes culpar os mais pobres pelo aumento no valor do arroz, Jair Bolsonaro tentou amenizar a alta no custo do produto e afirmou que o preço do ovo também subiu. "Aumentou o preço do ovo também. É a lei da oferta e da procura. É igual o arroz", disse durante encontro com apoiadores em Brasília (DF)

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro, arroz e ovos
Jair Bolsonaro, arroz e ovos (Foto: REUTERS/Adriano Machado | Reprodução)


247 - Na tentativa de se esquivar das responsabilidades sobre o prejuízo da crise econômica em cima dos mais pobres, Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quarta-feira (16) que o preço do ovo também aumentou. "Aumentou o preço do ovo também. É a lei da oferta e da procura. É igual o arroz", disse Bolsonaro a apoiadores em Brasília (DF). 

De acordo com dados do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da USP, a caixa com 30 dúzias de ovos vermelhos, que saía a R$ 101,83 em 28 de agosto, aumentou para R$ 105,40 em 4 de setembro e para R$ 105,79 em 11 de setembro. Chegou a custar R$ 137,87 em abril.

O preço do ovo branco, nas mesmas datas, passou de R$ 81,61​ para R$ 87,30 e chegou a R$ 87,47. Em abril, o valor foi de R$ 116,85.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bolsonaro previu a normalização dos preços do produto apenas para o fim do ano. "A partir do final de dezembro começa uma colheita grande de arroz, aí normaliza o preço. Eu não posso é começar a interferir no mercado. Se interferir, o material some da prateleira, isso que é pior", afirmou. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em videoconferência com a Telecomunicações do Brasil nesta terça-feira (15), o ministro da Economia, Paulo Guedes, culpou os mais pobres pelo aumento no custo do arroz e disse que o preço registrou alta porque a condição de vida dos mais pobres está melhorando. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Os mais pobres estão comprando, estão indo no supermercado, estão comprando material de construção. Então, na verdade, isso é um sinal de que eles estão melhorando a condição de vida", disse. 

Enquanto o governo tenta amenizar a situação, um supermercado foi saqueado no bairro Santa Luzia, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Um grupo ficou indignado com o aumento do preço de alguns produtos, invadiu o estabelecimento e levou mercadorias, além de ter quebrado vidraças.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email