Bolsonaro libera uso de mais 51 agrotóxicos nas lavouras do País

Desde o início do governo de Jair Bolsonaro, 262 tipos de agrotóxicos já tiveram registros autorizados pelo Ministério da Agricultura, em um ritmo de liberação jamais visto; entre os 51 novos agrotóxicos aprovados, estão alguns com o princípio ativo sulfoxaflor, que controla insetos que atacam frutas e grãos

www.brasil247.com -


247 - O governo de Jair Bolsonaro segue contribuindo para levar mais veneno à alimentação dos brasileiros. Nesta segunda-feira, 22, o Ministério da Agricultura aprovou o registro de mais 51 agrotóxicos, totalizando 262 agrotóxicos desde o início do governo. O ritmo de liberação de novos pesticidas é o mais alto já visto para o período.  

Segundo informações do G1, desse total, 7 são produtos formulados, aqueles que os agricultores podem comprar em lojas de insumos agrícolas. O princípio ativo sulfoxaflor, que controla insetos que atacam frutas e grãos, como a mosca branca e o psilídeo, está em 6 desses produtos. 

O sulfoxaflor é relacionado à redução de enxames de abelhas e está em estudo no exterior. Segundo o governo, o uso do agrotóxico no Brasil deverá seguir as orientações estabelecidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entre os produtos formulados registrados nesta segunda-feira também está um herbicida à base do ingrediente ativo florpirauxifen-benzil. O produto técnico já havia sido aprovado em junho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A maior velocidade na liberação de pesticidas nos últimos 3 anos, segundo o Ministério da Agricultura, se deve a "medidas desburocratizantes" adotadas nos órgãos que avaliam os produtos, em especial na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), considerada o principal gargalo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email