Sem provas, Bolsonaro acusa Witzel de estar por trás da denúncia sobre o esquema da rachadinha

Em coletiva de imprensa, Bolsonaro insinuou a participação de Witzel em operação do MP contra Flávio e também minimizou o esquema de "rachadinha" ao qual seu filho Flávio Bolsonaro é suspeito de praticar em seu gabinete, quando era deputado estadual. "Isso tudo é invenção da imprensa, o Brasil é muito maior do que pequenos problemas", disse o ocupante do Planalto

(Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247  - Em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (19), Bolsonaro minimizou o esquema de "rachadinha" ao qual seu filho Flávio Bolsonaro é suspeito de praticar em seu gabinete, quando ainda era deputado estadual. "Isso tudo é invenção da imprensa, o Brasil é muito maior do que pequenos problemas", disse o ocupante do Planalto. 

Bolsonaro também respondeu com insinuações sobre o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), ao ser questionado, nesta quinta-feira, 19, sobre a operação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) em endereços do senador Flávio Bolsonaro (Sem partido-RJ), o ‘filho 01’, e de seus assessores. Questionado se o MP persegue Flávio, o presidente respondeu: 

“Vocês sabem o caso do Witzel, foi amplamente divulgado aí, inteligência levantou, já foi gravado conversa entre dois marginais citando meu nome para dizer que eu sou miliciano. Armaram”. O presidente não deixou claro sobre qual levantamento de ‘inteligência’ se referia, como informou o jornal Estado de S.Paulo. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247