Bolsonaro passa Natal com a família e volta a afagar militares

O presidente eleito Jair Bolsonaro assistiu a uma missa na Ilha da Marambaia (RJ), onde passa o Natal com a família; na ilha, de propriedade das Forças Armadas, ele voltou a fazer afagos aos militares; Nós ainda só somos uma democracia, um país com liberdade, graças às Forças Armadas. Nós somos o último obstáculo para o socialismo. (...) Enquanto presidente for, vocês serão tratados da maneira que merecem ser tratados, com respeito, com consideração, com reconhecimento daquilo que as Forças Armadas fazem pela nossa pátria", disse

Bolsonaro passa Natal com a família e volta a afagar militares
Bolsonaro passa Natal com a família e volta a afagar militares
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente eleito Jair Bolsonaro assistiu a uma missa, nesta segunda-feira (24), na Ilha da Marambaia, na Costa Verde do Rio De Janeiro, onde passa o Natal com a família. Na ilha, de propriedade das Forças Armadas, Bolsonaro também participou de uma ceia com a presença de alguns militares e amigos. A previsão é que ele a família deixem a região no próximo dia 27 e se mudem em definitivo para Brasília no sábado ( 29).

Nesta terça-feira (25), Bolsonaro participou de uma cerimônia de promoção de um capitão-tenente da Marinha. "Não é fácil a vida deles. (São) 17 anos no Exército brasileiro. Sei das dificuldades que todos nós enfrentamos, mas nós ainda só somos uma democracia, um país com liberdade, graças às Forças Armadas. Nós somos o último obstáculo para o socialismo. (...) Por ser um militar, um brasileiro, admiro o trabalho de todos nós. Sei das dificuldades. Enquanto presidente for, vocês serão tratados da maneira que merecem ser tratados, com respeito, com consideração, com reconhecimento daquilo que as Forças Armadas fazem pela nossa pátria", diz Bolsonaro na ocasião. 

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247