Bolsonaro, que quer tornar filho embaixador, fala de "zelo" em indicações

Presidente Jair Bolsonaro, que quer tornar o filho Eduardo Bolsoanro embaixador do brasil nos EUA, disse, durante reunião de Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, que é preciso ter "zelo" na indicação de embaixadores

(Foto: Reprodução)

Sputnik - Durante discurso na 54ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, nesta quarta-feira (17), o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), comentou o processo de indicação de embaixadores.

A declaração foi dada em meio a uma fala relacionada com o que o presidente brasileiro espera da atuação do Mercosul.

"Compartilhamos aqui entre nós a visão de que para cumprir o seu papel de um motor do desenvolvimento, o nosso bloco deve concentrar-se em três áreas: As negociações externas, aí com o grande apoio do meu ministro das Relações Exteriores, no zelo das indicações das embaixadas, também sem mais o viés ideológico do passado, e quem sabe um grande embaixador nos EUA brevemente. Então, focamos nisso, na nossa tarifa externa comum, em nossa reforma institucional", disse Bolsonaro segundo publicação G1.

A fala de Bolsonaro sobre o apontamento de embaixadores vem em meio à polêmica indicação do filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para a embaixada brasileira nos Estados Unidos - o que também depende de aprovação no Senado Federal.

Na terça-feira (16), Bolsonaro confirmou que está certo da indicação do filho Eduardo para o cargo, que tem sido criticado pela falta de experiência na área internacional.

O encontro do Mercosul está sendo realizado na cidade de Santa Fé, na Argentina. Essa é primeira vez que o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, participa da cúpula.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247