Bolsonaro quer criar novos ministérios caso Lira e Pacheco sejam eleitos

Jair Bolsonaro citou a possibilidade de recriar os ministérios do Esporte, Cultura e Pesca. Isso depende da eleição de seus candidatos na Câmara e no Senado, e constitui mais uma articulação do governo no sentido de garantir este curso

Esplanada dos Ministérios em Brasília-DF e Jair Bolsonaro
Esplanada dos Ministérios em Brasília-DF e Jair Bolsonaro (Foto: Ana Volpe/Agência Senado | REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro, além de emendas e cargos, busca agora recriar ministérios extintos caso seus aliados, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), vençam a eleição para presidência da Câmara e do Senado, respectivamente. 

A declaração foi dada nesta sexta-feira (29) durante a cerimônia de planejamento dos Jogos Escolares Brasileiros (JEBs), no Palácio do Planalto. 

Em questão, estava a recriação dos ministérios do Esporte, Cultura e Pesca, que foram reduzidas a secretarias. 

"Eu queria que hoje eu tivesse sido eleito presidente. Porque algumas coisas a mais eu faria, outras eu não faria. Por exemplo, eu tenho três secretários, Marcelo, que se eu soubesse do potencial de vocês, se eu tivesse mais conhecimento, com profundidade, seriam ministérios", disse o presidente, conforme reportado no Globo.

O presidente estava se referindo a Mário Frias (Cultura), Marcelo Magalhães (Esporte) e Jorge Seif (Pesca).

Mais tarde no discurso, Bolsonaro admitiu a possibilidade de recriação das pastas caso as eleições no Congresso o favoreçam. 

"Se tiver um clima no Parlamento, pelo que tudo indica as duas pessoas que, né (deputado) Luis Lima, que nós temos simpatia devem se eleger, não vamos ter mais uma pauta travada, a gente pode levar muita coisa avante quem sabe até ressurgir os ministérios, esses ministérios", continuou. 

A medida aparenta ser mais uma em uma série de benefícios concedidos a partidos que ainda não garantiram voto em Lira e Pacheco. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email