Bolsonaro telefona para Gilmar Mendes e se diz 'preocupado' com vazamento na Receita

O presidente Jair Bolsonaro decidiu telefonar nesta terça-feira (26) para falar com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, e dar garantias de que o governo vai apurar o vazamento de informações na Receita Federal; Gilmar declarou que magistrados da Corte estariam sendo chantageados por "milícias" institucionais de órgãos de investigação

Bolsonaro telefona para Gilmar Mendes e se diz 'preocupado' com vazamento na Receita
Bolsonaro telefona para Gilmar Mendes e se diz 'preocupado' com vazamento na Receita

247 - Após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, declarar que magistrados da Corte estariam sendo chantageados por "milícias" institucionais de órgãos de investigação, o presidente Jair Bolsonaro decidiu telefonar nesta terça-feira (26), para falar sobre o assunto e dizer que o governo está preocupado.

Segundo fontes do jornal O Estado de S. Paulo, o presidente disse que estava preocupado com o ocorrido e pediu ao ministro sugestões de medidas para solucionar a crise. Ainda de acordo com o jornal, a conversa foi intermediada pelo secretário especial da Receita Marcos Cintra, que passou o telefone para Mendes.

Tentando demonstrar que as ações não tinham a mão do governo, o secretário Marcos Cintra pediu à Polícia Federal que instaurasse um inquérito para apurar o vazamento dos dados da investigação contra o ministro e outras autoridades.

Além de Gilmar Mendes, Roberta Maria Rangel, mulher do presidente do Supremo Dias Toffoli, é alvo de uma investigação preliminar da Receita. O procedimento não resultou na abertura de um procedimento formal de fiscalização.

Ao Blog do Josias de Souza, Gilmar afirmou que "a Receita Federal montou um aparato composto de pessoas que vestiram roupa de Polícia Federal e de Ministério Público". "O lavajatismo invadiu a Receita Federal. Criaram uma força-tarefa branca", criticou.

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247