Bolsonaro tem o eleitor mais engajado nas redes

Levantamento realizado pelo instituto Datafoha em novembro mostra que, entre os eleitores do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) com acesso à internet, 87% têm conta no Facebook, e 40% deles dizem compartilhar noticiário político-eleitoral na plataforma; 93% têm conta no WhatsApp, e 43% declaram disseminar o conteúdo; entre os eleitores do ex-presidente Lula (PT), que lidera na intenção de voto, 74% têm conta no Facebook, e 31% compartilham noticiário político-eleitoral; 79% têm conta no WhatsApp, e 30% disseminam o conteúdo

Deputado federal Jair Bolsonaro (PSC)  e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva .2
Deputado federal Jair Bolsonaro (PSC)  e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva .2 (Foto: Aquiles Lins)

247 - Levantamento realizado pelo instituto Datafoha em novembro mostra que, entre os eleitores do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) com acesso à internet, 87% têm conta no Facebook, e 40% deles dizem compartilhar noticiário político-eleitoral na plataforma; 93% têm conta no WhatsApp, e 43% declaram disseminar o conteúdo.

Entre os eleitores do ex-presidente Lula (PT), que lidera na intenção de voto, 74% têm conta no Facebook, e 31% compartilham noticiário político-eleitoral; 79% têm conta no WhatsApp, e 30% disseminam o conteúdo.

Os de Marina Silva (Rede) têm números próximos aos de Bolsonaro quanto ao alcance (86% no Facebook, 91% no WhatsApp), mas inferiores quanto ao engajamento (28% e 27%, respectivamente).

De acordo com o Datafolha, 70% dos brasileiros maiores de 16 anos têm conta em redes sociais. E entre eles 84% estão no WhatsApp, em proporção maior que aqueles que têm conta no Facebook, que alcançam 77%. A expectativa é que o WhatsApp seja um foco de notícias falsas. E conter "fake news" em aplicativos de mensagens é ainda mais difícil do que fazê-lo em redes sociais e serviços de busca, mais identificados com o fenômeno nos últimos dois anos.

O levantamento do Datafolha sobre meios de informação também traz dados que parecem indicar um questionamento mais atento, pelos brasileiros maiores de 16 anos, das informações que vêm recebendo por meio das redes sociais.

Apenas 3% deles afirmam que todas as notícias veiculadas em mídia social são confiáveis. Para os jornais impressos e os jornalísticos de TV aberta, o percentual está em 14% e 17%, respectivamente.

De maneira geral, 80% afirmam recorrer a telejornais de TV aberta para se informar sobre política, contra 56% que citam sites de notícias, 55% para as redes sociais e 48% para jornais impressos.

A pesquisa sobre os meios de informação política foi realizada nos dias 29 e 30 de novembro, com 2.765 entrevistas presenciais em 192 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

As informações são da Folha de S. Paulo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247