Bolsonaro teve reunião secreta com Filipe Martins, assessor da minuta de decreto golpista, em 18 de dezembro

E-mails de ex-assessores confirmam reunião fora da agenda oficial, como delatado à PF pelo tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro

Jair Bolsonaro e Filipe Martins
Jair Bolsonaro e Filipe Martins (Foto: Reprodução)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - E-mails de ex-assessores da Presidência da República apontam a realização de um encontro secreto entre Jair Bolsonaro (PL) e o ex-assessor especial para Assuntos Internacionais, Filipe G. Martins, no dia 18 de dezembro do ano passado, diz o jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles. Nesta quinta-feira (22), trechos da delação premiada do tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, revelados pela imprensa apontam que Martins teria entregue um rascunho de um decreto golpista a Bolsonaro durante uma reunião na qual ele também estaria presente. O encontro, segundo Cid, teria acontecido em dezembro. >>> Proposta de ditadura foi levada a Bolsonaro por Filipe Martins e previa prisão de adversários políticos, segundo Mauro Cid

Segundo a reportagem, “a agenda oficial de Bolsonaro informa que não houve compromissos oficiais no dia em questão. Cid afirmou que um advogado constitucionalista e um padre participaram da reunião com Martins, mas o e-mail não lista outros participantes”. >>> Mauro Cid entrega Bolsonaro e diz que ele consultou militares sobre golpe

continua após o anúncio

Ainda conforme o colunista, a “agenda secreta” de Bolsonaro também aponta que, na manhã do mesmo dia - 18 de dezembro de 2022 - Bolsonaro também realizou reuniões fora da agenda oficial com importantes figuras do governo, como o então advogado-geral da União, Bruno Bianco, o então ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira, o então comandante da Marinha, Almir Garnier, e o então ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno. “A reunião com Heleno foi a única que ocorreu após Bolsonaro conversar com Filipe Martins”, destaca a reportagem. >>> Ex-comandante da Marinha apoiou plano golpista de Filipe Martins e Bolsonaro, conta Cid

Além disso, os e-mails dos ex-assessores de Bolsonaro revelam encontros secretos que se estenderam até o dia 20 de dezembro de 2022, incluindo reuniões com importantes figuras políticas e militares, como Valdemar Costa Neto, presidente do PL, com Paulo Sérgio Nogueira, então ministro da Defesa, com o general Eduardo Villas Bôas, com Fábio Faria, então ministro das Comunicações, e com o general Mario Fernandes, então secretário-executivo da Secretaria-Geral da Presidência. >>> Proposta de ditadura foi levada a Bolsonaro por Filipe Martins e previa prisão de adversários políticos, segundo Mauro Cid 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247