Bolsonaro: vamos acabar com o coitadismo de nordestino, gay, negro e mulher

De acordo com matéria de Yala Sena, publicada na Folha de São Paulo nesta terça-feira (23), "o candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, que irá acabar com a política do "coitadismo" a nordestino, gay, negro e mulher

Bolsonaro: vamos acabar com o coitadismo de nordestino, gay, negro e mulher
Bolsonaro: vamos acabar com o coitadismo de nordestino, gay, negro e mulher (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

247 - De acordo com matéria de Yala Sena, publicada na Folha de São Paulo nesta terça-feira (23), "ao mirar em eleitores do Nordeste na reta final da campanha, o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, que irá acabar com a política do ´coitadismo´ a nordestino, gay, negro e mulher. Segundo ele, as políticas afirmativas reforçam o preconceito", diz a matéria.

O candidato de extrema-direita disse que "isso não pode continuar existindo. Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Vamos acabar com isso”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247