Bolsonaro volta a atacar Macron e chama ajuda do G7 para Amazônia de "esmola"

Jair Bolsonaro voltou a atacar o presidente da França, Emmanuel Macron, nesta quinta-feira, 29, e esnobou o auxílio de US$ 20 milhões (cerca de R$ 83 milhões) oferecidos pelos líderes do G7. "Tivemos um encontro na terça-feira com os governadores da região amazônica. E ali, só um falou em dinheiro, aquela esmola oferecida pelo Macron. O Brasil vale muito mais que vinte milhões de dólares", disse Bolsonaro

247 - Jair Bolsonaro voltou a atacar o presidente da França, Emmanuel Macron, nesta quinta-feira, 29, e esnobou o auxílio de US$ 20 milhões (cerca de R$ 83 milhões) oferecidos pelos líderes do G7 — grupo que reúne as maiores economias do mundo — para ajudar nos combates às queimadas na Amazônia. 

Em sua live semanal nas redes sociais, Bolsonaro chamou a ajuda do G7 de "esmola". "Tivemos um encontro na terça-feira com os governadores da região amazônica. E ali, só um falou em dinheiro, aquela esmola oferecida pelo Macron. O Brasil vale muito mais que vinte milhões de dólares", disse Bolsonaro. 

"Eu havia dito, há poucas semanas, que alguns países europeus estavam comprando o Brasil a prestação. Já gastaram mais de um bilhão de dólares pra cá [sic]. Aí eu te pergunto, o que fizeram com esse dinheiro? Me aponte um hectare replantado, uma ação positiva. Nada." acrescentou, sem esclarecer quais países e nem o destino dos supostos aportes.

Ele voltou a criticar ONGs, sem apresentar evidências, e afirmou que o problema "não é desmatar, é desmamar esse pessoal."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247