Bolsonaro volta a defender 'apuração paralela' e evita falar se passará a faixa presidencial em caso de derrota

“Você está louca que eu fale ‘não’, né?”, disse Bolsonaro ao ser questionado se irá entregar a faixa presidencial caso perca a eleição

Bolsonaro e urnas eletrônicas
Bolsonaro e urnas eletrônicas (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino | REUTERS/Rodolfo Buhrer)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Jair Bolsonaro voltou a defender nesta sexta-feira (22) a adoção de um sistema de apuração paralela nas eleições deste ano, como apresentado pelo ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, durante uma audiência na Câmara dos Deputados. Ele, porém, evitou dizer o que deverá fazer caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se recuse a acatar a sugestão. 

“Temos muito tempo pela frente...Eu vou dar golpe em mim mesmo, é isso? Eu vou dar autogolpe?”, disse Bolsonaro durante visita a um posto de gasolina em Brasília, de acordo com o jornal O Globo

continua após o anúncio

Ao ser questionado se pretende passar a faixa presidencial caso seja derrotado no pleito de outubro, o atual ocupante do Palácio do Planalto também evitou se manifestar. “Você está louca que eu fale ‘não’, né?”, respondeu. 

As pesquisas de intenção de voto apontam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera a disputa presidencial e pode ganhar o pleito no primeiro turno.

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247