Botos amazônicos estão contaminados pelo mercúrio do garimpo ilegal

Os botos da Amazônia estão contaminados por mercúrio, provavelmente oriundo de atividades de mineração ilegal que ocorrem na floresta, segundo pesquisa da ONG WWF. O estudo confirmou contaminação por mercúrio em 46 espécimes de boto

Foto: Adriano Gambarini
Foto: Adriano Gambarini
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os botos da Amazônia estão contaminados por mercúrio, provavelmente oriundo de atividades de mineração ilegal que ocorrem na floresta, segundo pesquisa da ONG WWF. O estudo confirmou contaminação por mercúrio em 46 espécimes de boto. 

O metal líquido é usado no processo de mineração para separar o ouro de outros elementos

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca: "segundo Marcelo Oliveira, especialista em conservação do WWF-Brasil, os cinco botos brasileiros acompanhados na região do rio Tapajós e do Parque Nacional do Juruena (entre os estados do Mato Grosso e do Amazonas) estavam contaminados."

A matéria ainda sublinha que "mesmo não se sabendo, por falta de estudos, o impacto que isso pode ter na população dos botos acompanhados —o Inia geoffrensis, o Inia boliviensis e o Sotalia fluviatilis—, a contaminação serve como alerta para a região. 'Esses animais indicam que há algo errado”, afirma Oliveira. “Isso tem uma ligação direta com a segurança alimentar e as comunidades indígenas que dependem de peixes e podem estar ameaçadas'.”

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247