Boulos: "O Brasil tem um presidente criminoso!"

Pelo Twitter, líder social se referiu à possibilidade de o presidente indultar os assassinos de Eldorado dos Carajás. O massacre ocorreu em 17 de abril de 1996, quando a Polícia Militar do Estado do Pará, sob comando do coronel Mário Colares Pantoja, foi responsável pela morte de 19 trabalhadores

(Foto: Foto: Reprodução)

247 - O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto e candidato pelo PSOL à presidência da República em 2018, Guilherme Boulos, manifestou preocupação neste domingo (01), por meio de seu Twitter, com a possibolidade de que Jair Bolsonaro dê indulto presidencial aos policiais de Eldorado dos Carajás, que "assassinaram 19 trabalhadores sem-terra com tiros à queima-roupa e facadas". 

O massacre ocorreu em 17 de abril de 1996, quando a Polícia Militar do Estado do Pará, sob comando do coronel Mário Colares Pantoja, invadiu uma área ocupada pelos Sem-Terra próxima à fazenda Macaxeira. A PM havia sido deslocada para tirar os trabalhadores do local, sob o pretexto de estarem obstruindo a rodovia BR-155, o que terminou resultando num dos principais crimes políticos da história do Brasil.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247