Boulos cobra investigação “a fundo” contra Guedes

"Paulo Guedes é suspeito pelo MPF de gestão fraudulenta de fundos de pensão, obtendo ganhos incompatíveis e prejudicando a aposentadoria de trabalhadores. Precisa ser investigado a fundo, inclusive a possível presença de interesses ocultos na condução da Reforma da Previdência", afirmou o líder do MTST

Boulos cobra investigação “a fundo” contra Guedes
Boulos cobra investigação “a fundo” contra Guedes (Foto: Mídia Ninja )

247 - O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, cobrou do Judiciário brasileiro aprofundamentos das investigações fraudes em negócios feitos por uma empresa do ministro da Economia, Paulo Guedes, com fundos de pensão de estatais. 

"Paulo Guedes é suspeito pelo MPF de gestão fraudulenta de fundos de pensão, obtendo ganhos incompatíveis e prejudicando a aposentadoria de trabalhadores. Precisa ser investigado a fundo, inclusive a possível presença de interesses ocultos na condução da Reforma da Previdência", afirmou o ativista no Twitter.

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu um processo com o objetivo de apurar a suspeita. De acordo com as investigações, o dinheiro teriam sido alocado por meio de participações (FIPs) da BR Educacional e Brasil de Governança Corporativa, empresa que pertencia a Guedes até o final do ano passado e que foi criada para atuar como gestora de ativos.

O MPF afirmou que as operações resultaram em ganhos excessivos para ministro enquanto os fundos de pensão, que arcaram com o aporte financeiro, tiverem prejuízos ou ganhos menores que o esperado.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247