Boulos critica Bretas: vandalismo é o auxílio-moradia dele e da esposa

O coordenador nacional do MTST, Guilherme Boulos, que também é presidenciável pelo Psol, bateu duro no juiz Marcelo Bretas, responsável pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato na primeira instância jurídica do estado do Rio; "Marcelo Bretas é tuiteiro e nas horas vagas é juiz federal. Para ele, manifestação em defesa de Lula é vandalismo. Para mim, vandalismo é um juiz e sua mulher receberem 8 mil reais de auxílio-moradia morando na mesma casa, sem pagar aluguel", disse Boulos no Twitter

O coordenador nacional do MTST, Guilherme Boulos, que também é presidenciável pelo Psol, bateu duro no juiz Marcelo Bretas, responsável pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato na primeira instância jurídica do estado do Rio; "Marcelo Bretas é tuiteiro e nas horas vagas é juiz federal. Para ele, manifestação em defesa de Lula é vandalismo. Para mim, vandalismo é um juiz e sua mulher receberem 8 mil reais de auxílio-moradia morando na mesma casa, sem pagar aluguel", disse Boulos no Twitter
O coordenador nacional do MTST, Guilherme Boulos, que também é presidenciável pelo Psol, bateu duro no juiz Marcelo Bretas, responsável pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato na primeira instância jurídica do estado do Rio; "Marcelo Bretas é tuiteiro e nas horas vagas é juiz federal. Para ele, manifestação em defesa de Lula é vandalismo. Para mim, vandalismo é um juiz e sua mulher receberem 8 mil reais de auxílio-moradia morando na mesma casa, sem pagar aluguel", disse Boulos no Twitter (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Guilherme Boulos, que também é presidenciável pelo Psol, bateu duro no juiz Marcelo Bretas, responsável pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato na primeira instância jurídica do estado do Rio de Janeiro.

"Marcelo Bretas é tuiteiro e nas horas vagas é juiz federal. Para ele, manifestação em defesa de Lula é vandalismo. Para mim, vandalismo é um juiz e sua mulher receberem 8 mil reais de auxílio-moradia morando na mesma casa, sem pagar aluguel", disse Boulos no Twitter.

O magistrado criticou o que chamou de "vandalismo vergonhoso" em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) feito em uma das sedes da Justiça Federal do estado do Rio.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247