Boulos: ‘greve é legítima. Reajustes devem ser anulados já’

Com os caminhoneiros em greve cobrando redução nos preços do óleo diesel, o presidenciável Guilherme Boulos (Psol) afirmou que é "preciso rever a política de tributação, focando na renda e patrimônio. E sobretudo enfrentar a agiotagem das distribuidoras e postos. O governo não pode só ficar assistindo"; "O movimento grevista é legítimo. Os reajustes devem ser anulados já"

Com os caminhoneiros em greve cobrando redução nos preços do óleo diesel, o presidenciável Guilherme Boulos (Psol) afirmou que é "preciso rever a política de tributação, focando na renda e patrimônio. E sobretudo enfrentar a agiotagem das distribuidoras e postos. O governo não pode só ficar assistindo"; "O movimento grevista é legítimo. Os reajustes devem ser anulados já"
Com os caminhoneiros em greve cobrando redução nos preços do óleo diesel, o presidenciável Guilherme Boulos (Psol) afirmou que é "preciso rever a política de tributação, focando na renda e patrimônio. E sobretudo enfrentar a agiotagem das distribuidoras e postos. O governo não pode só ficar assistindo"; "O movimento grevista é legítimo. Os reajustes devem ser anulados já" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - Com os caminhoneiros em greve cobrando redução nos preços do óleo diesel, o pré-candidato à presidência da República Guilherme Boulos (Psol) afirmou que no Twitter que a "gasolina sai das refinarias da Petrobrás a R$ 2,03/litro" e "chega para a população com quase 3 vezes mais".

"É preciso rever a política de tributação, focando na renda e patrimônio. E sobretudo enfrentar a agiotagem das distribuidoras e postos. O governo não pode só ficar assistindo", escreveu Boulos em sua conta no Twitter. "Gasolina a quase R$5 é resultado da desastrosa política de preços de Temer e Pedro Parente na Petrobrás. Subordinam a empresa pública aos lucros dos acionistas, com aumentos abusivos para a população. Por isso, o movimento grevista é legítimo. Os reajustes devem ser anulados já", acrescentou.

Há posto de combustíveis em que o litro da gasolina ultrapassa os R$ 5. Em um posto no bairro do Pina, zona sul do Recife, o litro chegou a custar R$ 8,99. Desde o início da política de reajustes diários dos preços dos derivados de petróleo, em 3 de julho do ano passado, a Petrobras aumentou o preço do óleo diesel em suas refinarias 121 vezes, alta de 56,5%, de acordo com o Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE). Em pouco mais de dez meses, o litro do produto passou de R$ 1,5006 para R$ 2,3488.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247