Boulos ironiza Moro: 'pode acontecer juiz ser cabo eleitoral'

O coordenador do MTST, Guilherme Boulos, ironizou a declaração do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que afirmou em entrevista ao jornalista Pedro Bial que o fuzilamento do carro em que estava o músico Evaldo Rosa dos Santos com 81 tiros "pode acontecer"; "Moro diz que um homem receber 80 tiros por engano 'pode acontecer'. Para o Ministro da Justiça, também 'pode acontecer' ministro ser chefe de laranjal, presidente ser vizinho de miliciano e juiz ser cabo eleitoral", disse Boulos pelo Twitter

Boulos ironiza Moro: 'pode acontecer juiz ser cabo eleitoral'
Boulos ironiza Moro: 'pode acontecer juiz ser cabo eleitoral'

247 - O coordenador do MTST, Guilherme Boulos, ironizou a declaração do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que afirmou em entrevista ao jornalista Pedro Bial que o fuzilamento do carro em que estava o músico Evaldo Rosa dos Santos com 81 tiros "pode acontecer". 

"Moro diz que um homem receber 80 tiros por engano 'pode acontecer'. Para o Ministro da Justiça, também 'pode acontecer' ministro ser chefe de laranjal, presidente ser vizinho de miliciano e juiz ser cabo eleitoral", disse Boulos pelo Twitter. 

No Programa do Bial, Moro classificou a execução bárbara de "incidente". “Foi um incidente bastante trágico. É algo que pode acontecer. De imediato, o exército começou a apurar esse fato. Tem que apurar. Se houve ali um incidente injustificável em qualquer espécie, as pessoas têm que ser punidas”, disse.

 

 

 

 

 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247