Boulos manda recado a ministro do Turismo: machismo mata

"Ministro do Turismo de Temer resolveu sair do anonimato para dizer que 'não morreu ninguém' quando um grupo de brasileiros assediou sexualmente uma mulher na Rússia. O Brasil tem 135 estupros e 12 assassinatos de mulheres por dia. Machismo mata!", disse o presidenciável do Psol

"Ministro do Turismo de Temer resolveu sair do anonimato para dizer que 'não morreu ninguém' quando um grupo de brasileiros assediou sexualmente uma mulher na Rússia. O Brasil tem 135 estupros e 12 assassinatos de mulheres por dia. Machismo mata!", disse o presidenciável do Psol
"Ministro do Turismo de Temer resolveu sair do anonimato para dizer que 'não morreu ninguém' quando um grupo de brasileiros assediou sexualmente uma mulher na Rússia. O Brasil tem 135 estupros e 12 assassinatos de mulheres por dia. Machismo mata!", disse o presidenciável do Psol (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O pré-candidato à presidência da República Guilherme Boulos (Psol) criticou a declaração do ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que minimizou o vídeo de brasileiros se aproveitando do desconhecimento da língua portuguesa por parte de uma torcedora russa para dizer que a genitália dela é "rosa". 

"Ministro do Turismo de Temer resolveu sair do anonimato para dizer que "não morreu ninguém" quando um grupo de brasileiros assediou sexualmente uma mulher na Rússia. O Brasil tem 135 estupros e 12 assassinatos de mulheres por dia. Machismo mata!", escreveu o presidenciável no Twitter.

De acordo com o titular da pasta, "(a repercussão foi grande) por causa das redes sociais, não pelo fato em si. Porque não morreu ninguém, ninguém foi assassinado. Perante o mundo real, eu entendo o simbolismo, mas o simbolismo não representa nada estatisticamente".

Um dos torcedores que aparecem no vídeo é o advogado pernambucano e ex-secretário de Turismo de Ipojuca Diego Valença Jatobá, que pediu desculpas pelas redes sociais. "Peço perdão à todos pela imagem que transmiti. Nunca pensei que uma brincadeira seria capaz dessa repercussão toda, estou muito triste pelo que vem acontecendo, perdão à todos", postou.

A Polícia Militar de Santa Catarina identificou um oficial da corporação no vídeo. Segundo o comando da PM, o tenente Eduardo Nunes será alvo de um processo disciplinar. 

Na semana passada, o site The Intercept Brasil publicou um tuíte informando que foi identificado um terceiro homem que aparece entre torcedores brasileiros é Luciano Gil Mendes Coelho, acusado de improbidade administrativa, já foi preso em operação da Polícia Federal por desvio de dinheiro. Ele é natural de Picos, no Piauí, e já foi secretário de Saúde e de Educação do Estado.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247