Boulos sobre general Heleno: uma vez golpista, sempre golpista

Líder do MTST, Guilherme Boulos criticou as ameaças do general Augusto Heleno ao STF. "Sempre representou a ala mais antidemocrática das Forças Armadas", acrescentou

Guilherme Boulos
Guilherme Boulos (Foto: 247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, criticou o general Augusto Heleno após o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional ameaçar o Supremo Tribunal Federal, que pediu a apreensão dos celulares de Jair Bolsonaro e do vereador Carlos Bolsonaro. 

"Uma vez golpista, sempre golpista. General Heleno foi ajudante de ordens de Sylvio Frota, que tentou dar golpe contra Geisel em 1977. Sempre representou a ala mais antidemocrática das Forças Armadas", afirmou o líder do MTST no Twitter.

O ministro do STF Celso de Mello pediu a apreensão dos celulares no âmbito das investigações sobre as tentativas de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal. O decano da Corte havia autorizado a abertura de um inquérito com o objetivo de apurar as denúncias de Sérgio Moro, após o então ministro da Justiça dizer no dia 24 de abril, quando anunciava demissão, que Bolsonaro queria interferir na PF. 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247