Brasil dividido: metade quer Bolsonaro fora e metade quer que ele fique, diz pesquisa

Dentre os que mais defendem a saída de Bolsonaro estão as mulheres, pessoas que recebem mais de 10 salários mínimos, pessoas com ensino superior, moradores do Norte e cidadãos com 60 anos ou mais

Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Ministério de Minas e Energia, em Brasília 05/08/2020
Presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia no Ministério de Minas e Energia, em Brasília 05/08/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik - Para 48% dos brasileiros, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve deixar o cargo. Os que defendem sua permanência são 47%. Com a margem de erro da pesquisa PoderData, há um empate técnico. 

O levantamento foi realizada do dia 3 a 5 de agosto de 2020 por meio de ligações telefônicas. Foram feitas 2.500 entrevistas em 560 municípios nas 27 unidades da Federação e a margem de erro é de dois pontos percentuais, informa o Poder360.

Os que mais defendem que Bolsonaro deixe o governo são: quem recebe mais de 10 salários mínimos (65%), mulheres (57%), pessoas com ensino superior (56%), moradores do Norte (56%) e pessoas 60 anos ou mais (55%).

Já os maiores defensores da atual gestão presidencial são: homens (59%), moradores do Sul (57%), desempregados e sem renda fixa (54%), pessoas com ensino médio (54%) e pessoas de 16 a 24 anos e de 25 a 44 anos (50%).

A porcentagem dos que defendem a permanência de Bolsonaro no cargo aumentou na comparação com pesquisa realizada dos dias 20 a 22 de julho, quando 43% afirmaram que o presidente deveria seguir em sua atual ocupação. Na série histórica do levantamento, Bolsonaro registrou seu pior resultado em pesquisa realizada do dia 22 a 24 de junho, quando 38% defenderam sua permanência e 52%, seu afastamento.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247