Brasil diz ter 200 toneladas de ajuda humanitária à Venezuela

O governo Jair Bolsonaro informou nesta sexta-feira (22) que o governo tem 200 toneladas de alimentos disponíveis para enviar à Venezuela como "ajuda humanitária", numa ação subordinada aos interesses dos Estados Unidos; até esta sexta-feira, havia um único caminhão venezuelano na capital Boa Vista, em Roraima, para aguardar o início do transporte dos produtos; Bolsonaro fez reunião de emergência com ministros sobre a Venezuela

Brasil diz ter 200 toneladas de ajuda humanitária à Venezuela
Brasil diz ter 200 toneladas de ajuda humanitária à Venezuela (Foto: Adriano Machado - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O porta-voz do governo, Otávio do Rêgo Barros, informou nesta sexta-feira (22) que o governo tem 200 toneladas de alimentos disponíveis para enviar à Venezuela como "ajuda humanitária", numa ação subordinada aos interesses dos Estados Unidos. 

Até esta sexta-feira, havia um único caminhão venezuelano na capital Boa Vista, em Roraima, para aguardar o início do transporte dos produtos.

De acordo com o porta-voz, o limite da ação do governo brasileiro é a fronteira. Segundo ele, somente caminhões venezuelanos transportarão as mercadorias. Esses caminhões serão escoltados pela Polícia Rodoviária Federal e pelo Exército até a fronteira, em Pacaraima (RR).

O presidente Jair Bolsonaro comandou na tarde desta sexta-feira uma reunião para debater a situação da Venezuela. Sete ministros participaram do encontro, que começou às 15h, no Palácio do Planalto. O governador de Roraima, Antonio Denarium, foi ouvido por videoconferência, na reunião de uma hora e meia de duração.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email