Brasil entra na lista de países autocráticos, ou seja, de ditaduras

Com a eleição de Jair Bolsonaro para a presidência, em outubro passado, o Brasil passou a figurar na lista do Observatório de Direitos Humanos (HRW) de países governados por líderes autocráticos na lista do Observatório de Direitos Humanos (HRW) de 2019; no relatório, Bolsonaro é descrito como Bolsonaro "um homem que, com grande risco à segurança pública, encoraja abertamente o uso da força letal por policiais e membros da Forças Armadas em um país já devastado por uma alta taxa de homicídios causadas por forças policiais e mais de 60.000 homicídios por ano"

Brasil entra na lista de países autocráticos, ou seja, de ditaduras
Brasil entra na lista de países autocráticos, ou seja, de ditaduras (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

247 - Com a eleição de Jair Bolsonaro para a presidência da República, em outubro passado, o Brasil passou a figurar na lista do Observatório de Direitos Humanos (HRW) de países governados por líderes autocráticos na lista do Observatório de Direitos Humanos (HRW) de 2019. Seu nome está ao lado de Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, e de Recep Erdogan, da Turquia.

No Relatório Mundial de Direitos Humanos 2019, Bolsonaro é descrito como "um homem que, com grande risco à segurança pública, encoraja abertamente o uso da força letal por policiais e membros da Forças Armadas em um país já devastado por uma alta taxa de homicídios causadas por forças policiais e mais de 60.000 homicídios por ano".

O documento traz outras informações negativas sobre o Brasil, com destaque para o assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, em março do ano passado, além do recorde de 64.000 homicídios registrados em 2017.

A ameaça à liberdade de imprensa é citada com destaque, tendo como exemplo uma declaração de Bolsonaro ameaçando cortar verba publicitária para veículos de imprensa que se comportarem de forma "indigna".

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247