Bolsonaro imita Trump e dá calote na Organização Mundial de Saúde

Com mais de 150 mil mortos por coronavírus, Brasil também consolida a imagem de caloteiro

(Foto: Reuters | Marcos Corrêa/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governo dos Estados Unidos, chefiado por Donald Trump, decidiu parar de contribuir com a Organização Mundial de Saúde (OMS) como forma de chantagear a organização. O Brasil, de Jair Bolsonaro, submisso a Trump, este ano também está tendo problemas para pagar sua parte à OMS.

Segundo coluna de Jamil Chade, no UOL, dados “revelam que o governo brasileiro não pagou o quanto deve à agência em 2020. O Brasil tampouco pagou sua contribuição relativa ao ano de 2019. De fato, no ano passado, Brasília apenas depositou o quanto devia em 2018. Mas deixou as contas de 2019 e 2020 em aberto”.

Por isso, o governo brasileiro tem a segunda maior dívida na entidade - cerca de US$ 32 milhões. Somente os EUA contam com uma dívida maior - US$ 200 milhões. A regra estabelece que, se um pagamento não for feito por mais de dois anos, o governo perde o poder de voto nas decisões da OMS.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247