Brasil pode ser destino de refugiados de conflitos árabes

ONU escala Pas no plano global de reassentamento. Quase 44 milhes de pessoas no mundo deixaram seus lares

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com agências internacionais – O Brasil pode ser o destino de refugiados de conflitos árabes. É o que afirma o chefe do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), António Guterres, em visita ao País. "Estamos desenvolvendo um plano global de reassentamento com vários países, inclusive o Brasil", assinalou Guterres em declarações divulgadas pela "Agência Brasil". A máxima urgência seria alojar os líbios que estão em regiões de fronteiras com a Tunísia e o Egito.

Para Guterres, a situação no Oriente Médio e no norte da África é atípica. Pelo menos uma crise por mês foi identificada no primeiro semestre do ano. "Não vemos uma crise global iminente. Agora, neste momento, há uma tendência de cada vez mais, as pessoas serem obrigadas a sair de seus ambientes naturais (países de origem)", ressaltou o ex-primeiro-ministro de Portugal.

De acordo com a agência Efe, até 2010, 43,7 milhões de pessoas foram deslocadas no mundo todo, o maior número nos últimos 15 anos, e sendo 15,4 milhões consideradas refugiadas. Só o Brasil abriga 4.432 refugiados de 77 nacionalidades, com 64% de origem africana, segundo o Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), organismo do Ministério da Justiça.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email