Brasileira assassinada após tentativa de estupro pode se tornar santa na Igreja Católica

Papa Francisco vai beatificar Isabel Cristina Mrad Campos, torturada e assassinada a facadas em MG quando tinha 20 anos, em 1982, após resistir a uma tentativa de estupro

Isabel
Isabel (Foto: Wikimedia Commons)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Fórum - O Brasil pode contar, nos próximos anos, com mais um santo na Igreja Católica. Nesta quarta-feira (28), o Papa Francisco baixou o decreto de “martírio” para a brasileira Isabel Cristina Mrad Campos, assassinada em 1982 em Juiz de Fora (MG), quando tinha 20 anos, após resistir a uma tentativa de estupro. Através do decreto de “martírio”, Isabel será proclamada beata, último passo antes da santificação.

A brasileira já havia sido declarada em 2001, pelo Vaticano, como “serva de Deus”, após um grupo de moradores de Barbacena, cidade natal de Isabel, entrarem com um processo pela sua beatificação. Ao longo de 8 anos a Igreja Católica colheu depoimentos de dezenas de pessoas para atestar a a religiosidade da jovem assassinada de maneira brutal.

Confira a íntegra na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247