Bresser Pereira: “STF precisa intervir na Lava Jato”

Ex-ministro da Fazenda e um dos fundadores do PSDB, economista Luis Carlos Bresser-Pereira criticou o mandado de condução coercitiva imposto hoje pela Lava Jato contra o ex-presidente Lula; para ele, foi uma "arbitrariedade muito grande", que mostra que a "Operação Lava Jato foi longe demais, está violando direitos fundamentais e causando grandes prejuízos ao País porque alimenta a crise"

Ex-ministro da Fazenda e um dos fundadores do PSDB, economista Luis Carlos Bresser-Pereira criticou o mandado de condução coercitiva imposto hoje pela Lava Jato contra o ex-presidente Lula; para ele, foi uma "arbitrariedade muito grande", que mostra que a "Operação Lava Jato foi longe demais, está violando direitos fundamentais e causando grandes prejuízos ao País porque alimenta a crise"
Ex-ministro da Fazenda e um dos fundadores do PSDB, economista Luis Carlos Bresser-Pereira criticou o mandado de condução coercitiva imposto hoje pela Lava Jato contra o ex-presidente Lula; para ele, foi uma "arbitrariedade muito grande", que mostra que a "Operação Lava Jato foi longe demais, está violando direitos fundamentais e causando grandes prejuízos ao País porque alimenta a crise" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 – Um dos fundadores do PSDB, o ex-ministro da Fazenda no governo José Sarney Luis Carlos Bresser-Pereira criticou o mandado de condução coercitiva imposto nesta sexta-feira pela Operação Lava Jato contra o ex-presidente Lula. Para o economista, o gesto foi uma "arbitrariedade muito grande", que mostra que a "Operação Lava Jato foi longe demais, está violando direitos fundamentais e causando grandes prejuízos ao País porque alimenta a crise".

"Inicialmente a Operação Lava Jato foi uma coisa muito boa porque começou a punir as pessoas envolvidas, políticos, funcionários da Petrobras, lobistas e empresários. De repente a gente percebe um conjunto de vazamentos para a imprensa, dos mais absurdos e violentos, e você se dá conta de que se prende preventivamente sem razão", comentou, segundo reportagem do site da revista Brasileiros.

"Agora se conduz coercitivamente um ex-presidente para depor, o tiraram de casa de madrugada, quando era perfeitamente possível dar um telefone para o ex-presidente dizendo que, se ele não fosse depor, o levariam à força", completou o ex-ministro. Em sua avaliação, o argumento da força-tarefa da Lava Jato para conduzir coercitivamente Lula é uma "ilação espúria", e o STF tem de intervir na operação.

"Tem uma declaração da força-tarefa de que há sérios indícios de que o ex-presidente Lula foi um dos principais beneficiários da corrupção na Petrobras. Aí eu vou ler qual é o indício e é o apartamento no Guarujá e o sítio. Isso se chama ilação espúria. Qual é o indício de que houve benefícios a essas empresas que estão sendo investigadas? Isso é uma coisa ridícula. Eu conheço suficientemente de política para dizer que isso não faz o menor sentido. Eu conheço suficientemente as empresas que lidam com o governo e elas dão presente mesmo. Mas daí a dizer que isso é propina, isso é uma violência. O STF precisa intervir nessa operação", atacou Bresser-Pereira.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email