Bruno ganha liberdade na Justiça, mas permanece preso

Defesa ainda precisa obter habeas corpus no Supremo Tribunal Federal para garantir a liberação do goleiro

Bruno ganha liberdade na Justiça, mas permanece preso
Bruno ganha liberdade na Justiça, mas permanece preso (Foto: Fotoarena/Folhapress)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Stephania Mello_247 - O goleiro do Flamengo, Bruno, obteve liberdade condicional na Justiça de Minas Gerais, pedido feito por sua defesa e ao qual tinha direito desde o último dia 6 de fevereiro, conforme reportagem do jornal Lance!net informou no final da noite desta terça (29). Entretanto, ainda depende de  de um julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) para confirmar a condicional. Leia abaixo texto publicado:

Lance!net - Conforme o LANCENET! já havia antecipado na semana passada, a Justiça de Minas Gerais confirmou o pedido de liberdade condicional ao goleiro Bruno, condenado no processo de cárcere privado e lesão corporal da modelo Eliza Samúdio. O jogador, no entanto, ainda depende de um julgamento no Supremo Tribunal Federal para ter a condicional confirmada.

Bruno já tinha esse direito desde o último dia 6 de janeiro. Mas como o processo original demorou para chegar à cidade de Contagem, em Minas, o juiz Wagner Cavalieri concedeu a liberdade apenas na última semana, o que foi confirmado nesta terça-feira.. O advogado do jogador, Dr. Rui Pimenta, confirmou o fato e reclamou do tempo que o goleiro está preso.

"Agora só depende do STF. O que é um absurdo é o fato de ele ter ficado dois anos preso por uma prisão preventiva, que, pela lei, tem que durar no máximo 180 dias. Isso é constrangedor. Mas estamos certos de que o STF vai dar a liberdade condicional", disse ao LNET!.

O advogado também garantiu que o julgamento no STF deve acontecer em, no máximo, 30 dias.



 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247