CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Cachoeira, Dadá, Garcez e Aprígio falam em Goiânia

Depoimentos à Justiça marcados para hoje e amanhã têm como foco o núcleo duro da organização criminosa; contraventor passou por exames no IML e está desde às 12h00 na carceragem da PF aguardando ida à 11ª Vara Federal

Cachoeira, Dadá, Garcez e Aprígio falam em Goiânia (Foto: Edição/247)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, está desde as 12h desta segunda-feira 23 na carceragem da Polícia Federal, no Setor Bela Vista, depois de ter passado por exames no Instituto Médico Legal (IML), também em Goiânia. O contraventor saiu do presídio da Papuda, em Brasília, por volta das 9h. Ele vai participar de duas audiências, amanhã e na quarta-feira (25), na 11ª Vara da Justiça Federal.

Na primeira audiência, Carlinhos Cachoeira vai se deparar com quatro testemunhas de acusação que terão como suporte as revelações de escutas telefônicas obtidas pela Operação Monte Carlo, desencadeada após 15 meses de investigação presidida pelo Ministério Público Federal em Goiás e pela Polícia Federal no Distrito Federal e que desarticulou o esquema de jogos ilegais. Nesta oportunidade, ele terá 10 testemunhas de defesa.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Na segunda audiência, a Justiça Federal pretende ouvir sete réus no processo. Além do bicheiro Carlinhos Cachoeira, Gleyb Ferreira da Cruz, Idalberto Matias de Araújo, José Olímpio de Queiroga Neto, Lenine Araújo de Souza, Raimundo Queiroga e Wladmir Garcez.

Na carceragem da PF também está Adriano Aprígio, ex-cunhado de Carlinhos Cachoeira, suspeito de ameaçar por e-mail a procuradora Léa Batista de Oliveira, uma das responsáveis por denunciar o contraventor e outros envolvidos na Operação Monte Carlo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A Polícia Federal reforçou no início da tarde de hoje a segurança nas imediações do prédio que abriga por dois dias o bicheiro.  Preso desde o dia 29 de fevereiro deste ano e sem perspectivas de liberdade, Carlinhos Cachoeira tem seguidas crises de depressão e já teria tentado se matar na Papuda. Ele perdeu bastante peso e, nos dias que ficará em Goiânia, terá alimentação à base de arroz, salada, feijão, bife de gado ou filé de frango.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO