Cachoeira deixa a Papuda para prestar depoimento

Contraventor tem audiência no Tribunal de Justiça do Distrito Federal nesta quarta-feira; ele é julgado por tentar infiltrar esquema na bilhetagem eletrônica dos ônibus coletivos do DF

Cachoeira deixa a Papuda para prestar depoimento
Cachoeira deixa a Papuda para prestar depoimento (Foto: Montagem/247)

Brasília 247 – O bicheiro, Carlos Augusto Ramos, chegou para a audiência de instrução na 5º vara Criminal de Brasília sobre as investigações da Operação Saint Michel, que acusa Cachoeira e mais sete de tentar assumir a bilhetagem eletrônica do transporte coletivo do Distrito Federal sem licitação.

A audiência ocorre no meio de uma crise, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos e a advogada Dora Cavalcanti Cordani apresentaram na terça-feira (31), uma petição de renúncia como representantes do bicheiro na ação penal em curso no Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Pela lei, os advogados precisam continuar na defesa do cliente até 10 dias após deixarem o caso.

Confira noticiário anterior sobre o assunto.

Brasília 247 – É bastante aguardado o depoimento de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, na 5º vara criminal de Brasília que ocorre na tarde desta quarta-feira (1). Esta será a primeira vez que Cachoeira vai à justiça sem o apoio do advogado Márcio Thomaz Bastos, que anunciou na terça-feira que não é mais advogado do Bicheiro.

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) denunciou Cachoeira e mais sete pessoas, entre elas o ex-diretor da Delta Construções no Centro-Oeste, Cláudio Abreu, por tráfico de influência e formação de quadrilha por tentar fraudar o sistema de bilhetagem do transporte público da capital do país. Segundo a denúncia, o grupo de Cachoeira tentou assumir, sem sucesso, o esquema de bilhetagem eletrônica sem licitação.

Nos últimos depoimentos do Bicheiro na CPI e na Justiça de Goiás ele desconversou e não respondeu aos questionamentos, usando a estratégia da defesa de não criar provas contra si. Agora, com novos advogados, resta saber como será o comportamento do Bicheiro.

Além dos oito réus serão ouvidas como testemunhas de acusação, o secretário de Transportes, José Walter Vazquez e os promotores do Núcleo de Combate às Organizações Criminosas (NCOC) do Ministério Público do DF que identificaram o esquema. Outro depoimento marcado é do ex-diretor administrativo-financeiro do DFTrans Milton Martins de Lima Júnior que foi afastado do trabalho quando as denúncias surgiram.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247