Cachoeira e Delta têm bens bloqueados

Decisão foi tomada pela Justiça do Distrito Federal e pode ter impacto na venda da construtora para o grupo JBS

Cachoeira e Delta têm bens bloqueados
Cachoeira e Delta têm bens bloqueados (Foto: Edição/247)

247 – Uma decisão tomada pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal pode colocar empecilhos à venda da Delta para a holding J&F. Os bens da construtora, bem como do bicheiro Carlos Cachoeira, que, aparentemente era sócio oculto da Delta, foram bloqueados, segundo reportagem do Correio Braziliense. Leia, abaixo, relato do Uol:


O Tribunal de Justiça do Distrito Federal quebrou os sigilos bancário e fiscal do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, da Delta Construções e de mais sete pessoas denunciadas na Operação Saint-Michel. A informação foi publicada na edição deste sábado do jornal "Correio Braziliense".

Na quarta-feira, todos já haviam sido denunciados pelo Ministério Público do DF por formação de quadrilha e tráfico de influência por tentarem obter um contrato de bilhetagem eletrônica do transporte coletivo no governo local. A descoberta do esquema em Brasília ocorreu nas gravações telefônicas da Operação Monte Carlo, feita pela Polícia Federal e que levou Cachoeira à prisão no dia 29 de fevereiro.

Diante das revelações da Monte Carlo, a promotoria do DF e a Polícia Civil iniciaram as investigações, que levaram à prisão de Cláudio Abreu, ex-diretor da Delta Construções no Centro-Oeste. Apesar de aparecer nas gravações com Carlinhos Cachoeira, ele não havia sido preso na Monte Carlo, assim como os sigilos bancário e fiscal da Delta também não tinham sido quebrados --somente de Cachoeira e seu grupo.

Além de quebrar os sigilos dos envolvidos, a Justiça do DF, segundo o jornal, bloqueou os bens dos envolvidos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247