Cade deve enquadrar cinco aéreas por cartel

Lufthansa, que delatou esquema de conluio sobre valor de adicional de combustível, deve ficar sem punição; Air France e KLM, já acertaram pagar reparação de R$ 14 mi. As demais companhias estão sujeitas a pena de 0,1% a 20% do faturamento no ramo de carga

Lufthansa, que delatou esquema de conluio sobre valor de adicional de combustível, deve ficar sem punição; Air France e KLM, já acertaram pagar reparação de R$ 14 mi. As demais companhias estão sujeitas a pena de 0,1% a 20% do faturamento no ramo de carga
Lufthansa, que delatou esquema de conluio sobre valor de adicional de combustível, deve ficar sem punição; Air France e KLM, já acertaram pagar reparação de R$ 14 mi. As demais companhias estão sujeitas a pena de 0,1% a 20% do faturamento no ramo de carga (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – No próximo dia 28 de agosto, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), deve condenar cinco empresas aéreas por formação de um suposto cartel no transporte de cargas, segundo informações da Folha.

A investigação foi aberta após delação da alemã Lufthansa, em 2006, que confessou fazer parte de um conluio com brasileiras e estrangeiras, sobre o valor de um item chamado adicional de combustível, que compõe o preço do frete cobrado dos clientes.

A Lufthansa estaria protegida de punião pelo acordo de leniência. Foram investigadas também Air France, KLM (atual Air France-KLM), ABSA Aerolíneas Brasileiras (atual TAM Cargo), Swiss, Alitalia, American Airlines, United Airlines e Varig Log.

Em fevereiro deste ano, Air France e KLM firmaram um acordo com o Cade, no qual assumem seu envolvimento e se comprometem a pagar R$ 14 milhões como compensação. Por isso, ficaram livres de condenação.

As demais companhias estão sujeitas a pena de 0,1% a 20% do faturamento no ramo de carga --no caso da Varig Log, por exemplo, a multa pode ser de R$ 760 mil até R$ 228 milhões. Já os executivos terão multas de R$ 50 mil no mínimo.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email