"Caiado tem arroubos de coronelismo ao perseguir jornalistas", diz deputado

Em artigo, o deputado Cláudio Meirelles (PTC) afirma que o governador Caiado é incapaz de conviver com a crítica e não tem apreço pela liberdade de expressão

(Foto: ALEGO | Gov. Go)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Deputado Cláudio Meirelles - Causou estranheza e até perplexidade, a operação da Polícia Civil realizada na manhã do último dia 23, de busca, apreensão, prisão e quebra de sigilos fiscal e bancário de jornalistas e agentes políticos que fazem oposição ao governador Caiado. Sim, todas  as ações foram realizadas tendo como foco pessoas que não pertencem ao grupo político ou círculo de amizade do governador.

As justificativas para investigar computadores da ABC, antiga Agecom e Detran, são de que através dela foram superfaturados pagamentos a sites, blogs e outros veículos de comunicação, com ênfase para o Goiás24Horas, Canal Gama, e “Blog do Cleuber Carlos.

É lamentável que Caiado esteja confirmando na prática aquilo que todos já desconfiavam. Aqueles arroubos do combativo parlamentar que fazia estremecer os alicerces da Câmara Federal e do Senado, que ameaçava com os punhos os seus contendores, não passavam de desabafos raivosos de um cidadão que não se habituou a conviver com o contraditório e que moldou-se na vida presenciando o uso da chibata no lombo dos mais fracos.

Essa ação da polícia contra pessoas por quem ele não tem apreço, ao contrário, tem a contida vontade de esmagar com os próprios punhos, não esconde o que Caiado prepara para os próximos anos de seu desgoverno. Ele mostra-se incomodado com a constatação de que nem todos têm preço para beijar-lhe as mãos.

Caiado quer que lhe aplaudam enquanto cai a guilhotina. Governos autoritários são sempre assim. O governador está massacrando servidores e a sociedade em geral para, daqui a dois anos, retornar com migalhas e o discurso do líder benevolente, que quer o bem do seu povo.

Não há uma justificativa plausível para que a Polícia Civil, que segue as ordens do seu chefe maior, faça operações exclusivamente de jornalistas e seus veículos de comunicação, conhecidos por denunciarem a inoperância do governo, os seus equívocos, as suas jogadas malignas, as suas dissimulações e a sordidez de seus atos.

Por que a Polícia Civil investiga somente os blogs que são críticos ao governo do Caiado?

Por que não se investiga também os pagamentos realizados pelo Governo do Caiado com as publicidades?

No governo Caiado, corta direitos de servidores, fecha escolas, destrói a UEG e retira os incentivos fiscal do setor produtivo, alegando dificuldades financeiras no Estado sendo que, a Secretária da Economia do Governo de Caiado fez suplementação orçamentária no valor de 80 milhões só para gastos com publicidades, conforme portaria 64/2019. Pois é, não tem dinheiro para pagar o piso salarial dos professores mas tem dinheiro para gastar com publicidades.

Quisera fosse ao menos um arremedo de governante que aceitasse conviver com as críticas, Caiado podia continuar utilizando os blogs, sites e jornalistas que lhe são fiéis para entrar em contenda com os seus críticos. Mas jamais poderia patrocinar ação que visa calar a imprensa que lhe faz oposição.

Caiado nem disfarçou. Mandou investigar só quem não está no seu bolso. O governo passado utilizou praticamente todos os blogs, sites e veículos de comunicação para inserir suas peças publicitárias, campanhas e comunicados autorizados por Lei. Então, é lógico que se questione o porquê de somente estarem na mira da polícia, os únicos três veículos que se opõem ao governo!

O governador, por vezes, já manifestou o seu descontentamento com o fato de haver oposição na imprensa ao seu governo. Seu dom ao autoritarismo não lhe permite, todavia, conversar com esses jornalistas, esclarecer o motivo de tantas asneiras que vem fazendo na administração. Ele se vê acima do bem e do mal e acredita mesmo que não deve satisfação a quem não lhe aplaude. E, ao invés de dialogar, faz aquilo que é de sua natureza: tenta destruir.

Caiado não é homem do direito e portanto não tem o dever de conhecer os meandros das leis que forjaram a justiça defendida na Constituição Federal. Mas tem a obrigação de se aconselhar com pessoas preparadas e capazes que possam lhe orientar, impedindo que tome atitudes tão infelizes e antidemocráticas.

A liberdade é um direito fundamental dos brasileiros de acordo com a Constituição de 1988. Em seu artigo 5, que dispõe sobre as garantias e deveres individuais e coletivos, são considerados invioláveis os direitos à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.

Quanto à liberdade de expressão, a Constituição garante a livre manifestação do pensamento e a livre expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.

Portanto, nas democracias modernas não é permitida a censura a qualquer pessoa por parte do governo. A ideia é que haja pluralidade de pensamento e, consequentemente, a manifestação de ideias, ideais e valores, levando a discussões e diálogos.

Por ser arcaico e tendo sido forjado no seio de uma família de coronéis, Caiado não tem preparo de conduta para compreender que todas as vezes em que a liberdade de expressão começa a ser restringida, a diversidade de pensamento é afetada diretamente e, assim, começa a surgir o autoritarismo.

Caiado, você é só decepção!"

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247