Câmara de Teresina aprova moção de repúdio contra FHC

Requerimento foi da vereadora Graça Amorim (PTB), que lamentou as declarações do ex-presidente sobre eleitores do PT serem "desinformados" e enumerou as obras que FHC deixou de concluir no Piauí; "Suas palavras deixam transparecer que ele gostaria que continuássemos sendo dominados pelos coronéis e emigrando em massa para o Sul e Sudeste em busca de emprego. Não, ex-presidente, agora nós podemos continuar nosso estado, pois foi nos dada oportunidades para ficar aqui", disse

www.brasil247.com - Requerimento foi da vereadora Graça Amorim (PTB), que lamentou as declarações do ex-presidente sobre eleitores do PT serem "desinformados" e enumerou as obras que FHC deixou de concluir no Piauí; "Suas palavras deixam transparecer que ele gostaria que continuássemos sendo dominados pelos coronéis e emigrando em massa para o Sul e Sudeste em busca de emprego. Não, ex-presidente, agora nós podemos continuar nosso estado, pois foi nos dada oportunidades para ficar aqui", disse
Requerimento foi da vereadora Graça Amorim (PTB), que lamentou as declarações do ex-presidente sobre eleitores do PT serem "desinformados" e enumerou as obras que FHC deixou de concluir no Piauí; "Suas palavras deixam transparecer que ele gostaria que continuássemos sendo dominados pelos coronéis e emigrando em massa para o Sul e Sudeste em busca de emprego. Não, ex-presidente, agora nós podemos continuar nosso estado, pois foi nos dada oportunidades para ficar aqui", disse (Foto: Gisele Federicce)


Por 14 votos favoráveis, 10 contrários e uma abstenção, a Câmara Municipal de Teresina aprovou encaminhamento de Moção de Repúdio ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) que se manifestou de forma preconceituosa contra o povo nordestino, classificando-o como ignorante e pobre.

O requerimento é da vereadora Graça Amorim (PTB) que lamentou as declarações do tucano e enumerou as obras que FHC deixou de concluir no Piauí como o HUT, a ponte estaiada, o Hospital Universitário, e a Lei que proibiu a implantação de escolas técnicas no Brasil.

"Essas obras inacabadas são as únicas lembranças que o piauiense tem do governo de FHC no Piauí. Ele não pode falar do Piauí porque não anda no Piauí. Suas palavras deixam transparecer que ele gostaria que continuássemos sendo dominados pelos coronéis e emigrando em massa para o Sul e Sudeste em busca de emprego. Não, ex-presidente, agora nós podemos continuar nosso estado, pois foi nos dada oportunidades para ficar aqui", frisou.

Fernado Henrique falou em entrevista ao UOL que o PT está apoiado em setores da sociedade que são, sobretudo, os menos informados, citando o Nordeste e o Piauí. "O PT está fincado nos menos informados, que coincide de ser os mais pobres. Não é porque são pobres que apoiam o PT, é porque são menos informados", afirmou o ex-presidente.

Graça Amorim acrescentou ainda que Fernando Henrique foi preconceituoso com as mulheres ao dizer que a Presidente está gordinha. "Senti-me atingida duas vezes. Por ser nordestina e por ser mulher" .

Ela refutou as palavras do tucano mostrando números de escolas técnicas e de empregos gerados no Nordeste na empresa da Presidenta Dilma. "É lastimável quer que Nordeste voltem ao atraso. os dados estão aí. 2,2 milhões de trabalhadores fizeram cursos técnicos; 30% dos matriculados no Pronatec são nordestinos, Os governos Lula e Dilma criaram sete novas universidades no interior do Nordeste, trouxeram 141 escolas técnicas e permitiram que 630 mil jovens nordestinos entrassem para a universidade, por meio do Prouni e do Fies.

Fonte: Ascom CMT

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email