Camargo praticou injúria racial contra religiosa: ‘macumbeira, filha da puta e miserável’

A líder religiosa Adna Santos, conhecida como Mãe Baiana de Oyá, denunciou o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, por injúria racial, discriminação racial e discriminação religiosa. Camargo xingou a mãe de santo de "macumbeira", "filha da puta" e "miserável"

Mãe Baiana de Oyá e Sergio Camargo
Mãe Baiana de Oyá e Sergio Camargo (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Fundação Palmares cometeu crime de injúria racial e será processado pela líder religiosa Adna Santos, a Mãe Baiana de Oyá. Sergio Camargo chamou Mãe Baiana de “macumbeira”, “filha da puta” e “miserável”. 

A reportagem do jornal O Globo destaca: “coordenadora de Políticas de Promoção e Proteção da Diversidade Religiosa da Secretaria de Justiça do DF, Mãe Baiana disse ao site "G1" que ficou "chocada" com  agressão. A ocorrência foi registrada na Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin). Como a denúncia envolve o presidente de uma entidade federal, a investigação será passada para a Polícia Federal.”

A matéria ainda informa que “também nesta quarta, deputados da oposição protocolaram pedido para que o Ministério Público Federal (MPF) abra inquérito sobre a fala de Camargo durante a reunião, na qual chamou o movimento negro de "escória maldita". Uma representação assinada pela ONG Educafro e mais de 60 outras entidades pede o afastamento do presidente da Fundação Palmares. O texto, que acusa Camargo de racismo, foi encaminhado para a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão.”

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email