Caminhões com 'ajuda humanitária' do Brasil seguem para a Venezuela

Primeiros caminhões com a "ajuda humanitária" do Brasil à Venezuela deixaram a cidade de Boa Vista, em Roraima, com destino a Pacaraima, na fronteira entre os dois países, no início da manhã deste sábado (23); fronteira, contudo, está fechada por determinação do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que receia os comboios sejam um pretexto para uma intervenção militar promovida pelos EUA

Caminhões com 'ajuda humanitária' do Brasil seguem para a Venezuela
Caminhões com 'ajuda humanitária' do Brasil seguem para a Venezuela (Foto: Reuters)

247 - Os primeiros caminhões com a "ajuda humanitária" do Brasil à Venezuela deixaram a cidade de Boa Vista, em Roraima, com destino a Pacaraima, na fronteira entre os dois países, no início da manhã deste sábado (23). A fronteira, contudo, está fechada por determinação do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que receia os comboios sejam um pretexto para uma intervenção militar promovida pelos Estados Unidos, que querem tirar Maduro do poder em razão das reservas de petróleo do país.

Os dois caminhões, guiados por motoristas venezuelanos, partiram rumo à fronteira escoltados pela Polícia Rodoviária Federal. Com a chegada dos veículos em Pacaraima, deverá ser feita uma entrevista coletiva que contará com a participação do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da advogada María Teresa Belandria, embaixadora no Brasil designada pelo oposicionista e autodeclarado presidente da Venezuela.

O governo federal, com o apoio do Estado Unidos, estocou cerca de 200 toneladas de mantimentos e medicamentos destinados à ajuda humanitária. De acordo com o porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, a operação poderá ser estendida pelos próximos dias caso a fronteira permaneça fechada e os caminhões não consigam chegar ao destino.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247