Caminhoneiro é denunciado por acidente com humorista

Homem que atropelou e no socorreu Shaolin pode ser condenado a dois anos de priso



O Ministério Público da Paraíba denunciou na semana passada o motorista Jobson Clemente Benício, de 23 anos, pelo acidente ocorrido no dia 18 de janeiro deste ano na Rodovia federal BR-230, em Campina Grande, que deixou gravemente ferido o humorista Shaolin.

A denúncia foi apresentada no último dia 6 de setembro pelo promotor Luciano Almeida Maracajá, que pediu a condenação do caminhoneiro pelos crimes de lesão corporal em acidente de trânsito com agravante de não prestar socorro à vítima e abandono do local do acidente para evitar processo criminal. As penas para cada crime vão de seis meses a dois anos.

No documento, o promotor acusa o motorista de não "prestar socorro, quando possível fazê-lo sem risco pessoal à vítima, bem como se afastou do local do acidente, para fugir à responsabilidade penal e civil que lhe pode ser atribuída". Ainda segundo o promotor, o motorista teria invadido a faixa contrária sem dar à vítima "qualquer possibilidade de reação apta a evitar a colisão dos veículos, senão a tentativa de acionamento dos freios".

O humorista Shaolin recebeu alta do Hospital das Clínicas, em São Paulo, em junho, em "estado mínimo de consciência e clinicamente estável" e deu continuidade ao tratamento de reabilitação em Campina Grande, na Paraíba.

Francisco Josenilton Veloso, de 39 anos, conhecido como Shaolin, sofreu um acidente de carro em janeiro deste ano na BR-230, na cidade de Campina Grande. O veículo foi atingido por um caminhão no acostamento da estrada. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o acidente teria sido causado pelo motorista do caminhão, que estaria na contramão.

Shaolin foi transferido para o Hospital das Clínicas de São Paulo no dia 27 de janeiro, onde ficou internado durante 145 dias. O humorista trabalha no programa "Tudo é Possível", de Ana Hickmann, na Rede Record. Ele também já passou pelo "Domingão do Faustão", "A Praça é Nossa" e "Show do Tom".

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email