Cardozo: impeachment não é recall político

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou na noite desta sexta (29) que impeachment não é "recall"; a declaração foi dada durante reunião da comissão especial do Senado que analisa o pedido de abertura de processo de afastamento contra Dilma Rousseff; a sessão durou mais de nove horas; "Nós não temos recall no Brasil. Eu até defendo o recall, mas nós não temos. O impeachment não pode ser uma maneira camuflada de fazer um recall, até porque quem vai assumir é o vice, que é alguém que não foi eleito para aquela função", afirmou

O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou na noite desta sexta (29) que impeachment não é "recall"; a declaração foi dada durante reunião da comissão especial do Senado que analisa o pedido de abertura de processo de afastamento contra Dilma Rousseff; a sessão durou mais de nove horas; "Nós não temos recall no Brasil. Eu até defendo o recall, mas nós não temos. O impeachment não pode ser uma maneira camuflada de fazer um recall, até porque quem vai assumir é o vice, que é alguém que não foi eleito para aquela função", afirmou
O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou na noite desta sexta (29) que impeachment não é "recall"; a declaração foi dada durante reunião da comissão especial do Senado que analisa o pedido de abertura de processo de afastamento contra Dilma Rousseff; a sessão durou mais de nove horas; "Nós não temos recall no Brasil. Eu até defendo o recall, mas nós não temos. O impeachment não pode ser uma maneira camuflada de fazer um recall, até porque quem vai assumir é o vice, que é alguém que não foi eleito para aquela função", afirmou (Foto: Valter Lima)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, afirmou na noite desta sexta-feira (29) que impeachment não é "recall". A declaração foi dada durante reunião da comissão especial do Senado que analisa o pedido de abertura de processo de afastamento contra Dilma Rousseff. A sessão durou mais de nove horas.

"Nós não temos recall [político] no Brasil. Eu até defendo o recall, mas nós não temos. O impeachment não pode ser uma maneira camuflada de fazer um recall, até porque quem vai assumir é o vice, que é alguém que não foi eleito para aquela função", afirmou Cardozo, ao defender Dilma.

O "recall" político é um mecanismo constitucional existente em países como os Estados Unidos. Diferentemente do impeachment, que exige a comprovação de crimes de responsabilidade, o "recall" prevê que a população possa afastar políticos do governo em caso de ineficiência ou desaprovação popular.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email