Carlos Bolsonaro esbraveja após STF pedir parecer sobre apreensão de aparelho: “meu celular?”

Vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) usou as redes sociais para criticar o ministro do STF Celso de Mello, que pediu à PGR um parecer sobre a apreensão do celulares dele e de Jair Bolsonaro. "A narrativa do sistema continua em pleno vapor!”, postou

(Foto: ADRIANO MACHADO/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Plinio Teodoro, Revista Fórum - O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) esbravejou nas redes sociais após o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), pedir à Procuradoria-Geral da República (PGR) parecer sobre possível apreensão do celular dele e do pai, Jair Bolsonaro, em desdobramentos das investigações sobre a suposta interferência do presidente na Polícia Federal, denunciada pelo ex-ministro Sérgio Moro.

“Meu celular? Enquanto isso os do ex-piçóu Adélio protegidos há mais de um ano, processos contra Botafogo, Calheiros e outros sentados em cima há anos. Que crime teria cometido para tamanha velocidade e abuso? Nenhum. A narrativa do sistema continua em pleno vapor!”, exclamou o filho de Jair Bolsonaro.

Nesta quinta-feira (21), o decano do STF enviou para a PGR três notícias-crimes apresentadas por partidos e parlamentares sobre possíveis desdobramentos na investigação sobre a suposta interferência do presidente Bolsonaro na PF. Uma delas pede a apreensão dos aparelhos.

Leia a íntegra na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247