CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Carvalho: "Não tinha só elite branca no Itaquerão"

"Me permitam, pessoal, no Itaquerão não tinha só elite branca não", afirmou o ministro Gilberto Carvalho a blogueiros, no Planalto, sobre xingamento contra a presidente Dilma Rousseff; ele atribui o caso à "pancadaria" que a gestão do PT sofre diariamente na imprensa: "A coisa desceu. Isso foi gotejando, de água mole em pedra dura, esse cacete diário de que inventamos a corrupção, de que nós aparelhamos o Estado brasileiro, de que somos um bando de aventureiros que veio aqui para se locupletar, essa história pegou"

"Me permitam, pessoal, no Itaquerão não tinha só elite branca não", afirmou o ministro Gilberto Carvalho a blogueiros, no Planalto, sobre xingamento contra a presidente Dilma Rousseff; ele atribui o caso à "pancadaria" que a gestão do PT sofre diariamente na imprensa: "A coisa desceu. Isso foi gotejando, de água mole em pedra dura, esse cacete diário de que inventamos a corrupção, de que nós aparelhamos o Estado brasileiro, de que somos um bando de aventureiros que veio aqui para se locupletar, essa história pegou" (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – Em encontro com blogueiros, o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, deu sua versão sobre o episódio dos xingamentos feitos a presidente Dilma Rousseff na abertura da Copa do Mundo, no Itaquerão.

"Me permitam, pessoal, no Itaquerão não tinha só elite branca não. Não fui pro jogo, mas estive ao lado [do Itaquerão], numa escola (...), fui e voltei de metrô. Não tinha só elite no metrô. Tinha muito moleque gritando palavrão dentro do metrô que não tinha nada a ver com elite branca", afirmou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Ele atribui o caso à "pancadaria" que a gestão do PT sofre diariamente na imprensa.

"A coisa desceu. Isso foi gotejando, de água mole em pedra dura, esse cacete diário de que inventamos a corrupção, de que nós aparelhamos o Estado brasileiro, de que somos um bando de aventureiros que veio aqui para se locupletar, essa história pegou. Na elite, na classe média, e vai gotejando, vai descendo. Porque não demos o combate, não conseguimos fazer o contraponto."

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A declaração contrapõe à estratégia usada pelo governo e pelo PT para lidar com o ocorrido. Eles atribuem as ofensas proferidas a integrantes das classes privilegiadas. 

Independente disso, o PT avalia que a imagem da presidente saiu fortalecida nas redes sociais desde então. Vários setores da sociedade, mídia e até o presidente do STF, Joaquim Barbosa, condenaram os xingamentos. Quem usou o caso como arma eleitoral, como o presidenciável tucano Aécio Neves, logo mudou de versão.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO