Celso de Mello libera para julgamento primeiro processo da Lava Jato

O ministro Celso de Mello, revisor dos processos da Lava-Jato no STF, liberou para a pauta de julgamentos da Segunda Turma da Corte a primeira ação penal do caso e que envolve o deputado Nelson Meurer (PP-PR); os primeiros processos da Lava-Jato chegaram ao STF há três anos

Brasília - Ministro Celso de Mello durante sessão plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) para julgamento sobre imunidade de deputados estaduais do Rio (Carlos Moura/SCO/STF)
Brasília - Ministro Celso de Mello durante sessão plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) para julgamento sobre imunidade de deputados estaduais do Rio (Carlos Moura/SCO/STF) (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O ministro Celso de Mello, revisor dos processos da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta segunda-feira (23) para a pauta de julgamentos da Segunda Turma da Corte a primeira ação penal do caso e que envolve o deputado Nelson Meurer (PP-PR). Segundo a regra da corte, o revisor pede um dia para o julgamento e o presidente da turma, ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato, marca a data, que deve ser agendada para os primeiros dias de maio, de acordo com o Globo. Os primeiros processos da Lava-Jato chegaram ao STF há três anos. 

O parlamentar é processado junto com os dois filhos, Nelson Meurer Junior e Cristiano Augusto Meurer. Eles respondem por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

As investigações apontaram que Paulo Roberto Costa e a cúpula do PP receberam, entre 2006 e 2014, R$ 357,9 milhões em dinheiro desviado de contratos de empreiteiras com a estatal.  Meurer foi um dos maiores beneficiados com o esquema de desvios. No período, ele teria recebido R$ 29,7 milhões.

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247